sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

Feliz Ano Novo!!!

"De tudo ficaram três coisas...
A certeza de que estamos começando...
A certeza de que é preciso continuar...
A certeza de que podemos ser interrompidos antes de terminar...
Façamos da interrupção um caminho novo...
Da queda, um passo de dança...
Do medo, uma escada...
Do sonho, uma ponte...
Da procura, um encontro!"
(Fernando Sabino)

Pessoal,
mais um ano acabando... E como passou rápido... Parece que o início do ano foi ontem. Agora, confesso que bate um medinho do próximo início de ano. Não porque tenho algum tipo de dúvida sobre minhas escolhas, mas simplesmente porque o tempo não para! Preciso correr atrás de muita coisa ainda, preparativos, Lua de Mel, casa. Tudo em 6 meses. Sem contar aí meu trabalho, que também está passando por mudanças significativas. Não sei como vou passar por tudo isso, mas sei que vou passar e chegar no final, que será o começo de outra coisa e assim por diante, porque a vida não para, ela anda, corre e, na maioria das vezes, voa, mas nunca para. Por isso, a minha palavra é INTENSIDADE. Ser intenso ao viver, porque é certo de que um dia morreremos e, mesmo que fiquemos no esquecimento, aquilo terá feito sentido para alguém: você!
Outra coisa que acho super importante é matermos as esperanças. Isso move montanhas...
Desejo um feliz ano novo a todos. Que o ano que vem represente algo de bom na sua vida, que você tenha saúde, amor, amizade, paz de espírito, dinheiro no bolso etc. E tente desejar maravilhas para muitas pessoas, pois tudo o que você espalha por aí, volta em dobro para você!
Vem logo, 2012!! Você é todo meu!!

quinta-feira, 10 de novembro de 2011

Tema de boteco

Este ano, minha Tia Maria Alzira virou uma cinquentinha. Minha Tia é uma cinquentinha animadinha, que mantém o espírito jovem bem vivo, mas que nunca tinha comemorado aniversários com big festas. Ela é meio avessa a se gastar muito com festas e detesta ostentação. Cada um no seu quadrado, né?! Só que ela não sabia o que o destino tinha guardado pra ela: EU! Rs.
Eu já sou o oposto. Falou em festa, me jogo ;) Ainda mais com família??!! Eita ferro!! A coitada não tinha pra onde correr. Pressionei ela de todas as formas a comemorar em grande estilo. Acabou fazendo efeito e ela resolveu ceder à minha sedução. Como ela não tem saco e aqui ficava mais perto pra todo mundo da família, resolvemos que a festa dela seria aqui em Bsb. Isso pra mim foi ótimo, porque eu fiquei encarregada de muitas coisas e pra mim foi uma diliça =p
Fizemos a festa no salão do Centrejufe. É uma boa opção para qualquer tipo de festa, pq está bem cuidadinho, é arrumadinho e bem localizado, na beira do lago. Só acho que não pode ser pra muita gente, porque não é grande. No caso, a da minha Tia foi pra 100 pessoas mais ou menos. A melhor coisa desse salão, pra mim, é que eles reservam a noite pra vc, não é por hora, então a noite não acaba nunca. Isso mesmo, sua festa pode começar a hora que vc quiser e terminar de manhã iupiiiii
O tema foi bar. Contratamos um buffet que tinha um cardápio com comidinhas de bar, incluindo cerveja e caiprinhas. Para dar um gramur ao nosso bar, minha Tia comprou champagne rs e meu Tio ainda se encarregou do wisky. Ah, bar foi feito pra beber!!
Contratei a Festsom para animar. Animou, até pq com meu povo não teria como ser diferente, mas achei meio clichê demais. Pronto, falei e já parei rs.
Os doces foram da Cirônia. Mto bom!! Adorei. Eu já conhecia os bombons, que são os melhores de Bsb, não dá pra discutir, mas a gente escolheu os tradicionais e ela mandou bem tb.
O bolo foi da D. Ruth e foi super elogiado. Todo mundo amou e realmente estava divino. Fora que ela fez exatamente igual ao da foto que minha Tia mandou. A única coisa que eu achei ruim foi que eu paguei a entrega e beleza, ela levou direitinho. O problema é que só quando me entregaram é que avisaram que eu tinha que devolver a base, o prato do bolo. Minha vida é uma correria só e eu acabo esquecendo sempre disso. Ou seja, a festa foi em junho e até hoje a D. Ruth não viu o vidro dela de novo =/ Ai gente, mas achei isso um abuso. Se eu paguei pra levar lá, é pq não quero ter dor de cabeça com nada. Acho que ela tinha que dar um jeito de buscar. Fora que poderiam ter me avisado antes, pra já combinar um jeito de devolver.
Continuando, ainda inventamos de dar bem casados de lembrança, pq a gente ama. Para experimentar pro casamento, peguei metade da Cirônia e metade da Maria Amélia. Essa última eu já conhecia e amo. Os da Cirônia eu já tinha escutado falar bem, mas sinceramente não gostei. São bem grandes, mas não têm qualidade. Fico com a Maria Amélia.
A decoração ficou por nossa conta mesmo. Cada um dando um pitaco e botando a mão na massa. Isso me rendeu ótimos dias de comprinhas no Saara no RJ. Adooro!!
No final, a Zirinha bebeu, dançou e se divertiu como uma mocinha, amou a primeira festa de aniversário dela e ainda acabou estimulando muitas outras pessoas da família a comemorarem seus aniversários com festa. Tô dentrooo!!
 Esses bonecos minha Tia viu na internet e quis fazer na festa dela. A gente espalhou pelo salão todo.

 Era pra ser "Zanzibar", mas o balão do "A" estorou rs


 Mesa de lembrancinha = ótima desculpa pra gente comer bem casado rs
Esse boneco cozinheiro, minha outra Tia me deu de presente, quando coomprei minha quiti e ele enfeita minha casinha =)


 As garrafas de Devassa, a gente pediu, na cara de pau mesmo, no bar.


Colocamos os doces dentro das cestinhas para parecer petiscos, com os espetinhos.  Bem, a idéia era essa hehe

sexta-feira, 28 de outubro de 2011

O elo com todas as cores

Fiquei tão feliz com o sucesso da Gloriosa =) E fiquei mais feliz ainda, porque acabei ajudando uma noivinha muito especial. Ela é assim bem especial, porque ajuda muita gente, é uma graça de pessoa e ótima anfitriã. Estou falando da Letícia, do Casarei em Brasília. A Letícia ama amarelo e queria essa cor na decoração dela, mas não sabia muito com que cores ficaria legal.
Sabe quando vc não consegue juntar as coisas?? Na vida de noiva isso é muito comum. Vc chega a queimar a mufa de tanto matutar os detalhes, que uma hora nada mais funciona rs. Ás vezes, vc até imagina, mas na sua cabeça não fica muito legal, até vc ver uma foto e... "Pronto!! É isso!!!" E tudo flui...
Como adorei esse negócio de ajudar, me empolguei e estou fazendo um post especial pra Letícia.
Mexendo aqui nas minhas coisinhas, achei um monte de foto de decoração com amarelo. Afinal de contas, tb sou apaixonada por essa cor. Para mim, é a tradução de alegria, vibração, energia, intensidade, alto astral... Tudo o que a gente quer não só pro dia do casamento, mas pra nossa vida de casada =)









 Lê, essa é a combinação que eu mencionei no seu blog (amarelo e azul da Hortência)

Adoro essa florzinha amarela que está junto com a Rosa.


"No amarelo um sorriso
Pra iluminar feito o sol tem o seu lugar
Brilha dentro da gente..."

(Arco Íris - Xuxa)
hihihi

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Gloriosa

O exótico me fascina. Por isso, definir decoração de casamento é complicado para mim. Vejo muita coisa bonita, linda, maravilhosa, mas que não tem muita a coisa a ver comigo. Eu sou meio nada a ver mesmo rs.
Enfim, o lance é que eu descobri a Gloriosa, uma orquídea exótica, tudo a ver comigo!! Amei tudo nela, inclusive o nome.
Eu tava crente que tava abafando, que ia trazer uma novidade aqui pra Brasólia, aí fui no Luxo de Festa e a Constance Zahn falou exatamente sobre o quê?? Sobre a minha flor queridinha rs. Disse que está na moda. Tudo bem, vai! Eu não sou nenhuma It Girl e sabia que não ia lançar moda, nem nada, mas estar na moda me irrita. Aaargh! Detesto coisas que estão na moda =/ É porque moda, pra mim, é uma coisa passageira. Detesto aquilo que todo mundo compra, pq está na moda, e quando a moda passa, fica ridículo usar. Essas coisas me enjoam logo, pq todo mundo tem, todo mundo usa. Enfim, mas acho que a moda da Gloriosa não pegou rs. Eu nunca vi em nenhum casamento que fui. Assim, eu sigo gostando dela e sem enjoar =)
Conversando com a minha decoradora, ela ficou de conseguir pro meu casamento, pelo menos pra colocar no bolo. Tão legal quando a pessoa entra no clima com você =D
Sou adepta dos buquês brancos, clássicos, cheios de glamour e tradição, mas pra quem gosta de buquês exóticos, diferentes, com cores quentes:

 A Gloriosa é a flor rosa.
Beijos,
Luisa.

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

My Lady

Hi, people!
Ontem perdi todos os eventos para noivas em Bsb, por uma ótima causa =D
Então, já contei que decidi mandar fazer um vestido e que preferi que fosse em Bsb, em função da praticidade etc. Descartados os tantos profissionais, que super admiro do RJ =( , resolvi procurar quem faria o meu vestido aqui mesmo em Bsb.
Comecei pelo Paulo Araújo. Conheci o trabalho dele pelo vestido de noiva da minha prima Maria Fernanda, há uns 2 anos atrás. O vestido dela ficou lindíssimo, combinou direitinho com meu gosto, mas sempre soube que o estilista era caro. Mesmo assim, fui conferir. Fiquei encantada!! O Paulo é um gentleman, super educado, receptivo e paciente. Meu deu uma mini aula sobre moda. Adoro!! Eu já esperava por isso, mas esperava também o preço nada convidativo. Infelizmente, todas as minhas expectativas foram confirmadas. Fiquei querendo o vestido, o estilista, o tecido dele e tudo o mais, mas não posso/quero pagar tudo o que ele cobrou =/ O vestido que ele desenhou para mim, me custaria um pouco mais do que 16 mil reais (compra). Gente, nada contra quem paga isso e tal. Outra coisa, não vou entrar no mérito se vale, se não vale etc. Cada um no seu quadrado. O fato é que EU não pago! Achei encantandor em todos os sentidos, mas se eu fechasse meus olhos e imaginasse o que ele fez, em outra cor, seria um perfeito vestido de festa. Não era minha intenção e juntando com o preço, não era o que eu queria definitivamente rs.
Quase certa de que não seria a escolhida, fui na Maria Virginia. A minha idéia era encontrar uma perua insuportável, chata e metida a sabe tudo, porque já conheci pessoas que falam mal, inclusive eu mesma já falei =/. Falando assim, até me sinto sem classe, diante do que encontrei. Conheci uma mulher maravilhosa, humilde, flexível, cheia de atenção pra mim, com muita classe, elegância e que realmente sabe de tudo... Uma verdadeira Lady! Descobri que, quando ela fala nos diferenciais dela, não é "se achando" e muito menos para vender o peixe dela. Afinal, de contas ela não precisa. Como falei antes, ao quebrar minha cara experimentando os vestidos dela, e conhecendo o trabalho dela de perto, pude ver o motivo da fama dela. O trabalho fala por si só, mas juntar a isso a doçura de pessoa que ela é, torna tudo muito melhor. Ou seja, o peixe dela é facilmente comprado. Assim, puder perceber que quando ela fala nas coisas que ela já fez, no que ela tem de diferente etc, é sinônimo do simples ato de levantar os braços e comemorar. Me redimi mil vezes perante essa Senhora.
Até eu chegar na loja dela, eu não fazia a menor idéia de como seria o meu vestido. Eu sabia que gostava de uma saia de um vestido, do corpo do outro, do laço de um terceiro etc, mas não conseguia juntar tudo aquilo de jeito nenhum. Muito menos imaginar algo diferente daquilo. Ao conversar com ela, as coisas fluiram naturalmente e foram se encaixando. Ela não chegou a finalizar o desenho, porque não consegui mostrar as fotos pra ela direito. Então, fiquei de voltar lá depois.
De lá, fui no Fernando Peixoto. Impressionante, como tudo aquilo que eu imagino é sempre o contrário rs. Ele foi totalmente decepcionante... impaciente e com cara de nojo. Argh! Não sei se foi porque levei minhas fotos, que eram de trabalhos de outros estilistas. Pode ser que ele não tenha gostado, mas sinceramente... Só lamento essa limitação dele, como outras que pude perceber. Fiquei super insegura se no final teria o vestido que estava na minha cabeça, porque ele mal me escutou, já ia deduzindo as coisas.
Ele me cobrou R$ 7.400,00 pelo primeiro aluguel. Apesar de toda a arrogância, achei justo o preço, por descobrir que eu não tinha noção rs. Saí de lá, sabendo que não voltaria e tendo a certeza de quem faria meu vestido.
No meu segundo encontro com a MV, fui novamente sozinha e conversamos por mais tantas horas. Ela me mostrou as infinitas rendas lindas e maravilhosas que ela têm, consequência de umas parcerias que ela conseguiu, que a permite ter tecidos nobres e exclusivos, sem encarecer o trabalho dela. Meio que escolhi as minhas, isso mesmo, no plural!! Engraçado que, até então, nem tinha assinado contrato e ela me recebia como se eu tivesse pago pelo vestido mais caro dela. Aliás, percebi que ela nem gosta muito de falar em dinheiro rs. A assistente dela que fez meu orçamento e de tanto ver preços absurdos, fiquei um tanto chocada. Meu vestido custaria R$ 5.100,00.
 Então, ontem voltei lá novamente para fechar com a MV e conversar mais, porque o papo é muito gostoso =)
Dessa vez, fui com minha irmã e a MV finalmente finalizou meu tão querido vestido. Acho que ela fez bruxaria... Era exatamente o que estava na minha cabeça, mas sabe porque isso? Porque ela me escutou e conversou comigo. É um trabalho que tem que ter meu dedo, para corresponder às minhas expectativas. Acabei fechando com ela o sapato também e consegui que ela incluísse o véu, a grinalda e os brincos no meu orçamento!! Se bem que fiquei achando que ela quis me dar, porque nem precisei barganhar rs. Fui embora com a certeza do meu vestido estar em boas mãos e querendo voltar logo para começá-lo, pois sei que será uma delícia desfrutar cada prova  =D
Ah gente, eu sei que ainda há outros estilistas em Bsb, bons custureiros e tal, mas eu parei por aqui, porque rolou o feeling com a MV e eu não deixo isso passar..

sexta-feira, 14 de outubro de 2011

Havaianas, porque você usa!!

Ferrou!!






Calma, people! Não tô grávida não rs. Esse post é só para elogiar, mais uma vez, o meu fotógrafo tudo de bom Tim Spíndola. Esse negócio de ensaio fotográfico de grávida é uma coisa bem delicada... É muito fácil as fotos ficarem bem estilo "Garota Kodak". Eca!
Já vi ensaios bem legais de amigas minhas, cada um mais bonito do que o outro, lindos mesmo, mas NUNCA tinha visto algo assim que nem essas fotos do Tim. Gente, achei absurdamente lindas e, principalmente, de bom gosto. Não tem absolutamente nada de cafona nessas fotos. Tô passada!!
E agora vcs querem saber porque ferrou?? Porque quando eu ficar grávida, tb vou querer que o Tim tire minhas fotos... Vou ter que amamentar mais do que o normal e colocar fraldinhas de pano no baby (lerê lerê...), mas vou ser a mamãe modelo mais top do mundo, que nem essa moça aí das fotos =)

Sob medida...



Vestido: Lethicia Bronstein
Depois do que escrevi, vcs já podem imaginar que eu realmente encarnei a "noiva sob medida"... Ah tá bom, vai... Eu já sabia que seria assim. Eu queria mesmo era mandar fazer um vestido pra mim, principalmente pq quero desfrutar ao máximo essa fase. Cada prova, um flash rs.
O que me deixava insegura era valor, que é sempre mais caro para mandar fazer. Eis que minha Titia linda, maravilhosa, minha segunda mãe, me avisa que vai me ajudar com o vestido, para eu não me preocupar com isso e mandar fazer do jeito que eu gosto e quero. Iupiiiiiiii!! Partiu Lethicia Bronstein ahahhaaah Seria um sonho mesmo. Admiro a Lethicia em tudo, mas, principalmente, a riqueza de detalhes dos vestidos dela. Sério mesmo, se eu fosse milionária, nem queria saber desses estilistas sinistros de fora. Infelizmente, essa não é minha realidade e, por mais que  Titia bancasse (não sei se ela faria, mas não duvido), eu não me sentiria bem em gastar tudo o que ela cobra num vestido, por mais que seja O dia, O vestido etc etc etc.Wanda Borges consegue ser mais cara ainda.
No RJ, tem muitas estilistas interessantes e que poderiam sair até mais em conta do que fazer em Bsb.
Inclusive, tenho uma amiga que tem uma costureira que faz vestidos maravilhosos para ela e para a família dela. Ela até fez os vestidos de noiva da minha amiga e da irmã dela. Com ela, valeria muito a pena. Sinceramente? Estou com zero contade de ter que viajar toda hora que tiver uma etapa a ser feita. Estresse com passagem etc... Já estou estressada o suficiente e não preciso de mais uma sarna pra me coçar. Por isso, decidi que vou fazer o vestido aqui em Bsb mesmo, pra ser uma coisa legal e não cansativa. Depois, conto pra vocês a minha nova saga.
Beijinhos

Vestida de Noiva

Olá, povo bonito!
Quanto tempo se passou... Quando me toquei, uma galera já casou, engravidou e nem me convidou rs
Ás vezes, fico chocada como o tempo passa rápido. Daqui a pouco já é meu aniversário e eu nem me acostumei a com a minha idade atual ainda =/
Pô, Deusinho, vê se segura o tempo aí pouquinho!! Sério, gente, tô angustiada com isso. Pior que qto mais o tempo passa, mais eu tenho vontade de não fazer nada. Queria tirar férias de uns 2 meses pra resolver coisas de casamento, descansar e me cansar de novo. Como o berço de ouro ficou pra próxima encarnação, continuo a fazer malabarismos pra dar conta da minha humilde existência rs.
Bem, assim meio devagar quase parando é que eu dei início à busca super cansável do meu vestido de noiva. Não sei se já contei aqui, mas amo moda. Não pensem que vão encontrar em mim uma capa de revista ambulante. Devo dizer que isso é só pq meu poder aquisitivo não me permite rs. Tb não entendo tudo de moda, mas sei bem a diferença que uma marca, geralmente, faz na roupa, curto pra caramba o tema, admiro quem faz etc etc etc.  
Minha vovó materna era costureira, lá do interior do Maranhão. Ela criou 8 filhos com a costura. E fez mto bem! Vovô morreu cedo, então Vóvs teve que dar conta do recado cedo. Ela bombava pelos interiores do Maranhão. Tudo bem que o interior do Maranhão não dita moda, mas enfim, quero dizer que num universo mesmo que pequeno, ela mandava bem. Ah e além do mais ela não era estilista, mas sim costureira. Enfim, isso foi pra dizer que ela era realmente boa no que fazia.
Eis que duas netinhas dela nasceram na zona sul do Ri di Janero, sendo que uma delas era um poço de chatice e frescura com roupa desde pequena (essa sou eu!). Então, muitas vezes enquanto as amigas super abastadas desfilavam roupas de marcas famosas, a lá Suri Cruise, eu e minha Sis nos vestíamos by vóvs. E eu achava o máximo, pq a véia mandava bem. Eu sempre a admirei por isso. Pena que não pude contar pra ela. Apesar dela não ter tido opção e ter sido costureira porque precisava, eu sempre achei q isso tinha mto a ver comigo. Sinto que está no meu sangue, sabe? Quando eu era pequena, mamys sempre levava folhas de rascunho do colégio que ela trabalhava para casa, pra eu brincar. E meu passa-tempo preferido era desenhar roupas. E eram sempre roupas de festa. Eu adorava quando a gente ia em alguma casa de tecidos, pq eu ficava olhando como os estilistas da loja faziam os traços. Chegava em casa e ia correndo tentar fazer igual. Então, quando fui fazer vestibular, eu não fazia a menor idéia do que queria. Sempre me falavam que eu tinha que fazer algo do que gostasse. Óbvio que era moda, mas moda na época do meu vestibular não era tudo isso que é hoje. Ninguém me levava a sério. Tudo bem que não faz mto tempo, mas isso eu posso afirmar que o tempo que passou fez total diferença de como as pessoas encaram essa faculdade. Sem falar também que eu não podia pagar uma facul particular, e no RJ, só pagando, pq não tinha o curso nas faculdades públicas. Foi assim que tento até hoje fazer Direito rs, mas não consigo. Não me achei, aliás, me perdi =/ Enfim, mas isso é outra história.
É, galera, quando me falam que eu dou uma volta no mundo para falar uma coisa... Eu contei essa história toda pra dizer que o detalhe que eu mais me importo no meu casamento, depois do DJ (ele é que comanda a animação) é meu vestido. Se eu disser que tanto faz, que qq vestido está bom, vou contar uma baita mentira. Eu amo vestidos de festa e de noivas. Se eu tivesse feito moda, ia trabalhar com isso. Quem sabe um dia... Então, quero um vestido diferente, lindo, e a minha cara. Difícil pra caramba, até pq falei tudo o que encarece um  vestido de noiva.
A primeira vez que me vesti de noiva foi no Fernando Peixoto. Fui para olhar os vestidos prontos, para aluguel, nessa primeira visita. Fui atendida pela Débora que, me atendeu muitíssimo bem. Ela foi bem sensível e percebeu o meu desespero, pois apesar de estar gostando dos vestidos, nenhum despertou meu desejo. Aí ela constatou que eu sou uma noiva sob medida rs. Eu perguntei: Isso é bom??? Foi a minha vez de constatar que eu sou uma chata, fresca e que sempre gosta do mais caro =/
 Vestido: Fernando Peixoto
Mesmo assim, continuei minha saga, na esperança de encontrar alguma praticidade na minha alma. Nada!
Depois do Fernando Peixoto, fui na La Fianceé. Fomos eu e carolzitcha, minha cumadre pra lá de noiva também. Adorei a loja. Super legal, pq eles te vestem de noiva mesmo!! Esqueci o nome da moça que nos atendeu, mas ela foi muito gentil, arrumou nosso cabelo, nos deu um buquê e ainda soltou a marcha nupcial. Bateu a timidez legal. Não sei como vou fazer no big day ainda =/ Adorei a dica que ela deu de como andar com o vestido: vai dando chutinhos pra frente, pq assim não pisa no vestido. Enfim, a loja é o máximo, os vestidos também. Inclusive, tive a oportunidade de experimentar um Rosa Clará. Fiquei chiquérrimaaaa!! Os preços não são absurdos. Falo assim, pq vestido de noiva é sempre caro. Enfim, mas não encontrei a tampa da minha panela.
No dia seguinte, fui na Idea Sposa com minha amiga Dani. Chegamos lá, aquela pompa toda. Um chiquê danado, pra minha cara de tacho ficar mais ainda!! A moça que me atendeu (tb não lembro o nome) me deu um catálogo e me pediu para escolher 5 vestidos para experimentar. Fácil! Fui passando as páginas rapidamente e quando vi que o catálogo estava acabando, fui ficando extremamente sem graça. Não havia nem unzinho que eu quisesse vestir =/ Aí soltei um ligeiro: "ah é pq vcs só tem tomara-que-caia né?". Até pensei em experimentar qq um, só pra vestir, mas seria mto trabalho pra nada, resolvi desistir. Falei pra ela entrar em contato, qdo chegasse mais coisa, e me mandei.
Já que estava perto, resolvi passar na Maria Virginia. Choqueee! Ok, vcs já me viram criticá-la, mas como sou humilde, reconheço meus erros e sei tb pedir desculpas. Pra falar a verdade, adoro quando isso acontece!! Adorei o corte dela, ela manda super bem nos vestidos e pude constatar também que as rendas que ela usa são bem chiques e bonitas, apesar tb de não ter encontrado o vestido dos sonhos. Pelo menos, serviu para eu conhecer melhor o trabalho dela e me redimir rs.
Continuando minha saga pelo RJ, fui na La Novia e na Internoivas. Nessas, fui com Mamys. Só serviu para duas coisas, para constatar que meu vestido não é desses importados e que Mamys é a mãe mais coruja do mundo e adora me matar de vergonha rs...

Pega a pipoca!

Hj, resolvi tirar a poeira do blog literalmente.
Eu assisti o filme "Uma Prova de Amor", no avião, voltando de uma viagem que fiz a Madri, a trabalho ( =) meu trabalho tem dessas coisas bem legais rs). Estava sozinha e escolhi esse filme para me distrair. Gente, o lance é que eu não sabia que o filme era tããão triste. Eu fiquei que nem uma louca, chorando de soluçar no avião, quase pedindo socorro pra mulher do meu lado. Pior que não foi exagero, foi realmente desesperador. E pasmem: eu não sou de chorar em filmes, mas esse é realmente muito triste.
Galera, não tô dando uma dica sadomasoquista não. É porque o filme, apesar de toda a tristeza que envolve, faz a gente pensar. Adoro filmes assim, que te prendem do começo ao fim e, quando acaba, você ainda fica refletindo sobre a história. Esse te deixa esgotado, mas você aprende várias lições.
A história é sobre uma família. No início, a família era composta pelos pais e dois filhos, sendo que a menina mais é diagnosticada com câncer e não há na família ninguém que seja compatível para doar a medula pra ela. Aí, os pais decidem ter outro filho, geneticamente manipulado, para ser compatível com a filha. Daí, nasce outra menina que, aos 13 anos, pede a emancipação médica dos pais, para não ser mais obrigada a doar nada de seu corpo para a irmã mais velha. Pesado, né? Mas vale muito a reflexão. Fora que os atores são excelentes.
Eu, por exemplo sou louca pela minha irmã, temos uma ligação muito forte. Não consigo nem imaginar algo desse tipo acontecer com ela. Até porque já perdi um irmão e vi acontecer com a minha mãe, então já passei minha cota de sofrimento, né?! Já deu!! E já vi uma amiga mto querida passar por drama quase igual a esse, mas graças a Deus, o dela teve um final feliz.
O que quero dizer é que eu sei o nível do drama que alguém com câncer passa e de alguém que é próximo também. Por vezes, eu vi minha amiga falar que ela passaria por aquilo no lugar da irmã, que ver a irmã sofrer daquele jeito era a pior coisa da vida dela. E ela também já perdeu um pai em função do câncer. Ou seja, ela sabe o que é essa dor e soube me passar direitinho tudo o que ela sentiu.
Então, ao nos depararmos com a história do filme, é fácil a gente pensar que não faria o que a irmã mais nova está fazendo. Aliás, julgar é sempre fácil...


O livro (A guardiã da minha irmã), que originou o filme, chega a ser mais triste que o filme, porque o final é diferente, mais aí a reflexão é mais rica também.

Festa de criança =p

Lembro bem da minha infância, quando minha mãe organizava minhas festinhas com minhas Tias. Parecia que meu aniversário durava mais tempo do que a festa. Cada um ajudava da forma que podia. Uma fazia o bolo, a outra os enfeites, a outra o cachorro quente, quem não tava com vontade de botar a mão na massa, pagava os recreadores rs e assim meu aniversário ía se transformando num big evento, principalmente porque era feito com amor. Aliás, o mais legal era isso, ver todo mundo ali trabalhando pela minha felicidade.
Aqui em Brasília, eu convivo com muitas crianças. Tenho até um afilhado baby jonhson rs. Tá, sou babona, mas tirando isso, ele é realmente lindo. No aniversário dele de 1 ano, os pais dele optaram por fazer uma festa em casa, com tudo organizado por eles mesmos.
Na festa do Ricardo, os créditos são dos pais e dos avós. O que a gente ajudou foi fichinha. Foi tão bom viver isso de novo... Até eu (confesso que sou um tantão preguiçosa rs) coloquei a mão na massa. Acho que coloquei foi o corpo todo rs, pq no final do dia eu tava um lixão, mas valeu a pena. E como valeu. Nunca vou esquecer a hora do parabéns. Parece que tudo o que a gente fez foi por aquele momento.
Mas então, tudo isso foi pra dizer que eu amo festa de criaça e mais ainda essas que a gente vê que os pais, os avós, os tios, todo mundo participa. Eu acho que isso faz toda a diferença. A gente vê muito mais coisa por trás daquela festa. A gente enxerga mil motivos para comemorar, além do primeiro ano de vida da criança: amor, amizade e a tão importante união. Aí, cada real gasto parece centavo. E fica mais bonito também, sem falar no precinho, super mais em conta... Sem dúvidas, dá um trabalhão, então a gente super entende as mamães que trabalham muito, que não têm tempo, ou as meramente preguiçosas, na qual eu vou ter que esforçar bastante pra não me enquadrar rs.
Vou mostrar um pouco da festa do Ricardo. O tema foi origami!









E depois de tanto tempo, não posso terminar esse post tão rápido assim. Então, vou dar uma mega dica: a Tia Regina, vovó do Ricardo, está alugando a casa dela para festas, inclusive casamentos!! É a casa onde foi a festa do Ricardo. Para quem gosta de casamento com clima de casa (eu adoooro!! Acho chique, bem!) e optou por mini wedding, é uma ótima opção. Ela faz todo tipo de evento, de aniversários a eventos corporativos, batizados etc, mas principalmente festa de criança. Tem até brinquedoteca!!
Vou deixar o blog dela para vcs conhecerem um pouco mais:  http://casamontteiro.blogspot.com/
Beijinhosss

segunda-feira, 18 de julho de 2011

Eu quero uma foto dessas:




Esse mundo de blogs é realmente interessante! Eu sempre dou uma olhada nos blogs de fotógrafos do RJ, procurando inspirações. Volta e meia me deparo com  um rosto conhecido. Um desses foi a Clara, essa noiva das duas primeiras fotos. Ela é amiga de uma amiga amiga minha, então saímos algumas vezes juntas. Boas lembranças. Fiquei admirando as fotos lindas do casamento dela feitas pelo Carlos Lenadro. Essas duas que separei, achei particularmente lindas, por serem diferentes, delicadas, super charmosas e, ao mesmo tempo... hum... ligeiramente, sexy! Gosto de coisas assim, que tenham um Q de sedutor, sem cair na vulgaridade. Parabéns criador e criatura rs
A terceira foto é a mesma idéia das fotos da Clara. Já a quarta foto achei muito legal e original!! Ótima para quem tem damas adultas, como eu =)

Com que roupa ela vai?

Imaginem estes vestidos longos:

Podem inspirar madrinhas, damas adultas e mamães... Puro glamour!!

Inspiração para decoração

Gente, hoje me empolguei para postar aqui =) É, voltei com tudo!!
Bem, como já falei anteriormente, sou uma pessoa um tanto indecisa.
Desde que comecei a agitar as coisas do casamento, eu vi uma decoração que super me inspirou (aquela indicada pela super amiga Ju, que escrevi lá no início do blog). Então, a partir disso, decidi que as cores da decoração do meu casamento seriam rosa amarelo, laranja, rosa pink e vermelho. Cores quentes!! Devo admitir que tive sim alguma dúvida em alguns momentos, porque é muito difícil decidir, diante das mil possibilidades existentes, mas toda vez que perguntava para alguém, eram sempre unanimidade essas cores. Então, resolvi ficar com elas e até agora não enjoei, o que é incrível!!
Para vcs terem uma idéia diferente da que a Ju me indicou, segue uma decoração, que eu super adorei, da Michele Navega, a super autêntica e talentosa moça, por trás dos blogs "Capitu vai casar!" e "Mini Weddings":