quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

Com que roupa eu vou?






 Lethicia Bronstein:
 Carol Hungria:


 Rosa Clará:


Aiaiaiai Quanto vestido maaaraaa!! Bem, como fui salvando essas fotos ao longo do tempo, esqueci de anotar os créditos =/ Sei que tem Lehicia Bronstein, Carol Hungria, Rosa Clará e Idea Sposa. Me desculpem os que eu não mencionei e, qualquer coisa, só falar que eu tiro as fotos, sem problemas! Aliás, isso serve para toda foto que eu postar no meu blog.
Preciso fazer um comentário very special sobre a Lethicia Bronstein. Sou fã número 1 e seria um sonho fazer meu vestido com ela. Pra mim, ela é a Laboutin das noivas, mas como sonhar custar caro sim, não poderei fazer com ela, pelo que já sondei. Bem, mas fico feliz de saber que ela existe e faz muitas noivinhas felizes...
Carol Hungria é outra super ultra mega demais! Como ela tem ateliê no RJ, não descarto uma visita =)
Pelo que você viram, já deu pra perceber um pouco do meu estilo: renda, tule, laços e nada de brilho, vestidos bolo de noiva ou tomara que caia!




Pra encher o bucho

Galerinha,
Só pra avisar que esse é último final de semana da 4ª edição do Restaurant Week,  em Bsb.
Esse evento gastronômico é bem legal, porque você pode conhecer os melhores restaurantes da cidade, e mais carinhos também, por preços mais acessíveis. Eu adoro, porque eu amo comer bem =p Não é por acaso que meu apelido é "Draga" rs.
Para saber os restaurantes participantes, entre aqui:  http://www.restaurantweek.com.br/

Blog de qualidade uauuuuu

Pessoas do meu coraçãooo!!
É muito engraçado a sensação de celebridade que dá a cada vez que recebo um comentário rs. Confesso que ligo pra minha irmã e pro meu namo (as duas pessoas que mais me aturam nessa vidinha), na hora, pra contar =) E meu namo, mais lindo de todos (desculpem meninas, mas eu tenho que achar né?!), entra correndo no blog pra conferir! Ele é demais, me incentiva em tudo o que eu faço e isso significa muito pra mim.
Bem, mas se um comentário já causa todo esse alvoroço, o que dirá o primeiro selinho de todos?? =O É muita emoção pro meu pobre coraçãozinho ahahahahhaha. Foi a Paulinha, do Alegria em Detalhes (aprendi a colocar links agorinha ebaaa!!), que me deu esse presente super ultra mega legal. Aliás, aproveito para dizer que estou amando blogs. Acho até melhor do que orkut, facebook, msn, essas coisa para conhecer pessoas. Esses eu uso para manter minhas antigas amizades, mas para conhecer gente nova não dá, né? Aqui você encontra pessoas sem a menor pretensão, porque você se identifica ou não com aquilo que elas escrevem e, à vezes, ao fazer um pequeno contato, um mundão de oportunidades se abre.
Mas vamos ao que interessa, porque já deu pra ver que, quando começo, não consigo para de falar, é mais forte do que eu rs. Então, a Paulinha, que eu nem conheço (o que eu acho ainda mais legal, porque não foi pra "pelar o saco"), me deu esse selinho. A partir disso, já entrei no blog dela e gostei muito, então já vou colocar também na minha lista de blogs. E o da Paula do Bem casados (Tô adorando colocar links hihihi) também! Brigadinha pelo comentário, Paula! Adorei que voce está adorando meu cantinho =) Então, com isso, ganhei mais duas seguidora iupiiiii. Ah e estou amando que a carol do Casamento Country em Brasília também está acompanhando meu blog, fielmente! Valeu mesmo!! Tô boba, né?! Mas realmente estou me empolgando com isso aqui.

Ainda não sei direito sobre esse lance de selinho, mas vi no blog da Paulinha que tem regras básicas, então preciso obedecer né? As regras, acho que desse selinho que recebi em especial, são:
1° Repassar o selo a 15 blogs e avisá-los (Escolhi aleatoriamente 15 blogs da minha lista, porque adoro todos que leio.)
http://lindocasamento.blogspot.com/
http://casamentodicas.blogspot.com/
http://casarembrasilia.blogspot.com/
http://casamentobetaeivan.blogspot.com/
http://casamentobp.blogspot.com/
http://noivatatah.blogspot.com/
http://casamentogeek.com/wordpress/
http://caderninhodenoiva.blogspot.com/
http://noivaaventureira.blogspot.com/
http://carolehud.blogspot.com/
http://fiqueinoivaem2010.blogspot.com/
http://casamentocountryembrasilia.blogspot.com/
http://chouchinesa.blogspot.com/
http://namedidaandreeamanda.blogspot.com/
http://vestidaderenda.blogspot.com/
2° Responder as perguntinhas:
Nome: Luisa
Uma música: UMA só?? Ai que difícil, mas vou escolher "É hoje" (várias pessoas cantam, mas a que eu mais escuto é cantada pela Fernanda Abreu), porque acho que parece muito comigo no quesito animação rs.
Humor: Bipolar, do nada eu surto rs, mas meu alto astral sempre prevalece.
Uma cor: Gentéin, sou indecisaaa, alouuu!! Então, adoro todas!
Uma estação: Huumm, todas tem seu lado bom e ruim =/
Como prefere viajar: Essa é fácil: de avião, porque é mais rápido. Se eu pudesse me teletransportava.
Um seriado: Diários do Vampiro, cheio de vampirões gatíssimos rs.
Frase ou Palavras ditas por você: gírias, frases feitas e ditos populares hehe.
O que achou do selo? Ah já parceberem que me amarrei!!
Buscando o local do casamento (cerimônia e festa)
Apesar do preço, o local para a cerimênia foi fácil, mas para a festa, ô cosinha difícil!! Putz!! Acho que eu queria inventar um que agregasse tudo o que gosto em vários.
Nivers
-Meu niver é dia 1/11. Adoro festas de aniversário e por isso sei o niver de todo mundo rs, mas confesso que não sou muito boa pra niver de namoro, essas coisas de menina rs. No fundo, acho que comecei a esquecer pra não me decepcionar com os homens, porque "ô raçaa!!"
Beijos de um Blog de qualidade =D

terça-feira, 25 de janeiro de 2011

Câncer de mama no alvo da moda

Como já falei anteriormente, minha mamy está com câncer de mama. Foi uma notícia bombástica na vida de todos que a rodeiam, por ela ser muito querida, alto astral e o centro de uma família, digamos "moderna". Descrevo assim, porque minha mãe se tornou meio que uma matriarca no meio de uma família enooorme (que seria maior ainda se meus pais não fossem primos). Ela é nordestina e, como tal, adora uma casa cheia e faz uma comida pra ninguém botar defeito. Ela que costuma conquistar meus namorados rs, mas depois vem aquela decepção hihihi Confesso que não vim ao mundo com esse gene pra cozinha =/
Então, aqueles que foram perdendo seus pais, foram se separando e mesmo famílias que permanecem unidas, foram se aglomerando lá em casa, em finais de semana, férias etc. Sem contar os amigos que são aquela parte da família que a gente escolhe. Tanto amigas minhas, como da minha irmã e até da minha prima passaram a ser filhas da minha mãe também. E essa mãezona aparece assim doentinha agora. Não exatamente agora, na verdade ela está assim há 5 anos, pasmem! Mas a gente, inclusive ela, só soube agora... Com tanta propaganda e política para detectar o câncer de mama precocemente, nos dias de hoje, confesso que me revoltei assim que soube a notícia. Até mesmo com minha mãe. Por favor, não fiquem com raiva de mim, mas na hora foi tudo tão apavorante que fiquei meio doida. O fato é que minha mãe até tomou algumas precauções. Ela chegou a fazer exames há 5 anos, mas o médico não detectou o câncer e disse que "não era nada, não!", mas era o tão temido CÂNCER! Coloquei essa palavra em letras garrafais de propósito, porque as pessoas costumam ter medo dela e evitam falar. Falem, people! Não tenham medo, porque o próprio medo pode trazer essa doença pra sua vida ou até mesmo agravá-la. Muitas pessoas não sabem que muito do câncer tem a ver com sentimento. E aí passo a entender um pouco o porquê da minha mãe ter, já que nada explica ela, logo ela, passar por isso. Ela foi uma pessoa muito sofrida, mesmo apesar de ser uma guerreira e ter como sua maior arma a própria alegria. Perdeu um filho (o mais esperado, pois ela tinha dificuldade para engravidar) com apenas 3 anos e desse mesmo mal, só que na forma da leucemia. Falei esse problema da vida primeiro, porque o considero mais grave, mas óbvio que ainda há outros, como separação etc.
Bem, mencionei tudo isso para alertar sobre a necessidade das mulheres não deixarem de lado os exames necessários e muito mais: não se contentem com uma opinião médica só! É muito importante ter uma segunda opinião. Isso não é a busca da doença, mas sim evitar que ela se propague e até mesmo acabe com sua vida. Outra coisa super importante é a gente cuidar sempre da cabecinha e do coração. Eu mesma tenho minha psicóloga e não tenho vergonha nenhuma de dizer. Cheguei nela por vontade própria e só saio quando ela mandar rs.
Minha mãe, graças a Deus, pode e, temos fé, terá um final diferente do meu irmão, já que hoje há cura até mesmo para o caso dele, ainda que mais difícil. E nessa confusão toda, sempre há algo de renovador. A gente sai diferente de uma história dessas. Estou me apegando à força da minha mãe, que incrivelmente, está infrentando "tudo numa boa", como diria a Raspútia (do filme "Norbit", bobo, mas surpreendetemente engraçado), e às pessoas queridas que me rodeiam. Aí eu percebo o quanto eu, minha mãe e minha irmã somos iluminadas. Temos anjos e um deles, com certeza, é nossa amiga Carol Ribeiro. Carol é fisioterapeuta, com mãos mágicas que fazem milagres maiores do que uma simples dor passar. Eu já vi ela atender pacientes que não poderiam mais pagá-la por puro amor ao próximo (Não, ela não é rica, e estava até passando por problemas financeiros). Posso dizer que o que ela está fazendo e sendo pra gente, nem eu mesma faria igual e é raríssimo alguém que consiga ter uma alma tão singular como a dela. A Carol estudou com a minha irmã e virou minha amiga também, como tantas outras. Eu sempre fiquei muito amiga das amigas da minha irmã, de maneira que muitas vezes causava até um ciuminho nela rs, mas nada preocupante. Com a Carol isso nunca aconteceu, porque ela é tão minha, quanto da minha irmã e mais ainda, da minha mãe. Eu fui a primeira a embora pra Brasília. Ano passado, veio a minha irmã e agora viria minha mãe, mas como aconteceu tudo isso, achamos melhor ela ficar no RJ até resolver essa situação, visto que todos os médicos, tanto da família, como os de fora, falaram que no RJ o tratamento é melhor. Então, o que seria de nós três se não tivéssemos família e amigos? E a Carol é daquelas que não fala "pode contar comigo". Ela já tomou as rédeas da situação antes mesmo da gente "contar com  ela". Sabe o que é vc ver uma amiga sua pra cima e pra baixo com  sua mãe, fazendo exames, dormindo com ela, te ligando pra te manter informada, conversando com os médicos no seu lugar e segurando todas as ondas? Essa é a Carol! Eu queria estar no lugar dela, mas fico completamente zen de saber que minha mãe está nas mãos dela.
Quando contei pra ela que minha irmã viria embora, ela ficou muito chateada, mas perguntou logo: e sua mãe? Eu disse que ela viria em seguida. Silêncio no telefone e daí escuto a Carol chorando e logo em seguida ela disse: Desculpa, amiga (ela tem o sotaque carioca bem carregado), mas eu amo muito a sua mãe, amo sua família,  não acredito que ela vai embora, vou morrer de saudades de vcs. E considerando o medo absurdo que ela tem de avião (chega a ser rídiculo rs), isso teve um peso muito grande pra ela, porque deu a sensação de que ela não teria mais contato com a gente. Até parece, né? Ela vai ter um lugar especial no meu casamento e sempre na minha vida. Vai ter que vir nem que seja de jegue. E com o tempo e as idas e vindas, ela vai perdendo o medo, pelo menos assim eu espero. Quem sabe eu até carrego ela pra Brasília também? Seria um sonho... Amiga, te amo muito e acredito que não há melhor forma de agradecer do que nossa gratidão enterna, seremos suas escravas pro resto da vida rs. Obrigada por amar minha mãe, como se fosse sua. Ás vezes chego até acreditar em vidas passadas, pois numa delas, com certeza, a Quérol teria sido nossa irmã e, portanto, filha da minha mãe também =) Ah, pessoal, e é bom deixar claro que a Quérol tem uma mamy muito legal também e super viva, a Tia Miriam. Ela não é carente rs.
Bem, mudando um pouco de assunto, eu comecei a falar com a Carol do Casamento Country e ela me adicionou na lista de blogs de Brasília dela, para atender meu pedido, e ainda fez mais: virou minha seguidora =D Minha primeira seguidora!! Iupiiiii Eu ainda não sei muito bem como funciona isso, mas só sei que AMEI rs. E também vou virar seguidora dela, até porque eu já acompanho o blog dela há um tempinho. Adorei o casamento dela. Carol, muito obrigadinha pelas dicas e pela atenção. Estou aguardando ansiosa algum encontrinho para eu conhecer mais noivinhas de Brasília =)
Beca, morro de rir com seus comentários, prima. São demais! =)

segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

Inspirações









 Minha amiga Ju sempre me ajuda, mesmo de longe, mostrando que a distância não é nadica de nada perto da nossa amizade. Por isso, tenho o imenso prazer de dizer que ela comprou as primeiras bebidas da festa. Aproveitando sua breve passagem por Buenos Aires, de férias com sua mamy, Tia Lilia, elas compraram 3 caixas de vodka Absolut para a festa. Optamos pela Absolut, porque todo mundo sabe a diferença dela para a Smirnoff no dia seguinte rs e, comprando no Duty Free, fica quase o mesmo preço. Comemorei bastante nossa primeira aquisição para a festa. É coisa pouca, mas dá uma sensação tão boa. A gente percebe que realmente está tudo acontecendo...
Bem, a conta de bebidas é a seguinte:
Whisky - 1 garrafa para cada 10 convidados, totalizando 30 unidade
Vinho Tinto - 1 garrafa para cada 6 convidados, totalizando 50 unidades
Espumante - 1 garrafa para cada 3 convidados, totalizando 100 unidades
Vodka: Não sei! ahahahahhah Só sei que já tenho 3 caixas! Thank's, Jubilene!
E ainda tem o licor, que também não sei quantos são.
Como a Ju não poderia deixar de me ajudar mais, ela me mandou fotos de um casamento que ela foi e amou tudo, para eu tirar idéias para o meu. Considerando que aqui em Brasília, as pessoas são mais tradicionais, o casamento que a Ju me mostrou foi meio "De volta para o Futuro" para mim. Sem noção de nada, eu estava me guiando pelo estilo de Brasília, que é rico, bonito, luxuoso, cheio de requinte, mas tradicional. Quando tem coisas novas, vira moda e todo mundo faz. Acho tudo muito bonito e chique, mas não combina comigo. Se eu tivesse que escolher uma palavra pra definir os casamentos cariocas, eu escolheria a palavra DIFERENTE, com todas as letras assim garrafais. Óbvio que não são todos, mas sempre tem um que vem pra manter a fama de estiloso do carioca. Eu fico passada com o que vejo. Amei a decorção chique, clean, com cores quentes e moderna! Acho que só conseguiria fazer algo assim em outra encarnação. Então, fico com as inspirações.
OBS: Todas as fotos são do site da Patrícia Figueira, uma fotógrafa super badalada do RJ, e a decoração é da Tissi Valente, do RJ também.

sábado, 15 de janeiro de 2011

E vai rolar a festa

Se alguém me perguntasse qual o meu pior defeito, eu exaltaria a dúvida =/

Essas "coisas de noiva" não acontecem comigo e eu não sei o porquê. Sabe, essas coisas, tipo "ai, eu fui no salão tal, e bateu! bateu! não sei o motivo, mas sei que minha festa vai se rlá!"? Isso jamais, em hípótese alguma, acontece comigo. Eu me sinto a personagem da Fernanda Souza no filme "Muita calma nessa hora". Aliás, quem não viu, super recomendo. Uma comédia bem estilo carioca. Quem passou a adolescência no RJ, com direito a finais de semana em Búzios, vai sentir saudades. Voltando ao assunto, a personagem é tão indecisa que, na dúvida, ela compra tudo, pra não ter que decidir. E eu faria exatamente igual nesse momento. Eu alugaria todos os salões que vi e misturaria um poquinho de cada pra dar o que "bate" comigo. Como não posso fazer isso, preciso escolher. Então, vamos lá!
Recebi o orçamento do Brasília Palace Hotel, do Espaço Renasceça, Porto Vitória e Villa Rizza. Demos uma olhada também na Oca da Tribo, mas não recebemos o orçamento ainda. O primeiro, já tirei da lista, sem pensar, por estar fora do que pretendo gastar, considerando que o aluguel do espaço não inclui nada. O Espaço Renasceça também descartamos, por ficar longe da Igreja e o aluguel estar no padrão ou mais caro dos outros que ficam mais perto da nossa Igreja. Temos que considerar a distância, já que em Brasília, o mais perto é longe, e temos muitos convidados de outras cidades, inclusive do Maranhão de meu Deus, onde 7 km faz o povo desistir de ir a praia =/ Então, sobrou Oca da Tribo, Porto Vitória e Villa Rizza. Esse último, é bem prático, pois todos os contratos são exclusivos deles, o que tem os prós e os contras. É bom porque você não tem o trabalho de procurar as outras coisas, mas também não pode baratear usando outros serviços. Num geral, o salão é bonito, bom preço, perto, mas tem um pouquito da "cara de salão", que a gente não queria. A gente procura algo mais intimista, ou que tenha um diferencial. O Inho prefere os outros, mas eu, sinceramente, fico na DÚVIDA rs! Bem, o salão 1 do Porto Vitória é bem perto do que eu queria. Um visual maravilhoso do Lago Paranoá, o que é bem legal pra minha festa, considerando que vem muitas pessoas de fora de Brasólia. Tem muitos lugares também para se fazer fotos lindas, inclusive um laguinho com uma ponte. Quando eu era pequena, fui dama do casamento do meu primo mais velho por parte de mãe, o Cacai, e na casa da avó da Bel (mulher do meu dele), tinha uma laguinho igual, em que eles tiraram fotos lindas e eu ficava só admirando a beleza daquele cenário. Eu poderia ter um pra mim, olha que belezura rs. Bem, mas o caroço da azeitona é que lá, pro aluguel ficar acessível, temos que contratar o mobiliário deles, que não tem nada a ver com a gente. Tem "cara de hotel". Eu sou carioca, sem frescura. E não achei que a proposta do salão é essa. Achei que a proposta é o requinte. Por último, a Oca é um lugar muit próximo do que a gente quer também, apesar de ser diferente de tudo, a começar por ser uma OCA. Achei super diferente e transado. A própria decor do lugar não demanda muitas firulas, o que já barateia os custos, já que a decoração é uma das coisas mais caras numa festa. Como ainda não tive acesso ao orçamento, não posso falar dessa parte ainda, mas de qq forma, fico com pena de abir mão dos jardins e do visual do Porto Vitória. De certa forma, os 3 lugares "bateram". A pergunta é: Onde será que vai rolar minha festa?
Ah, antes que alguém me chame para socorrê-la, por estar com surtos de Amy Winehouse, preciso mandar um beijo da Xuxa para uma Altinha muito importantinha pra mim, que é minha prima-irmã Rebeca Meleca. Ela é minha irmã mais nova, e por isso, a mais pentelha também, mas como ela é muito ciumentinha, preciso dizer que esse blog é pra ela poder me ajudar tb com as decisões do casório, já que sua opinião é sempre muito de bom gosto.  E por, livre e espontânea pressão, preciso dizer que ela sempre me ajuda a organizar minhas festas. Aliás, meu último aniversário comemorado em grande estilo não teria sido muita coisa sem vc! Bjo da Gorda!
Termino esse post com a super presença do Inho, mandando um OI pra todo mundo ahahahahahahah
As fotos acima são da Oca. Para conhecer os salões Villa Rizza e Porto Vitória, clique nos links abaixo:
http://www.villarizza.com.br/
http://www.portovittoria.com.br/

quarta-feira, 5 de janeiro de 2011

"Porque lhe tremiam as mãos ao atravessar desta Igreja a nave..."

Comecei a organizar o casamento pela escolha da Igreja.
Então, um dia eu estava chegando de viagem (viajo muito a trabalho) e meu namo (prefiro chamar assim ainda, pois ele ainda não fez o pedido oficial... atrasadinho esse menino rs) foi me buscar vestido numa calça jeans, em um dia de puro calor! Reparei, de cara, que tinha algo fora de contexto, visto que a pessoa se recusa a usar uma calça jeans, no calor, de bobeira. De um jeito lindo e espontâneo, que só ele tem, me perguntou se eu queria "passear". E eu, rueira do jeito que sou, aceitei rapidinho, ainda mais que vi que não seria um passeio comum, mas sim uma ronda pelas igrejas, no intuito de escolher a NOSSA igreja.

Primeiro, fomos na Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, que fica no Lago Sul e, pelo que já andei lendo, é a Igreja mais badalada de Brasília, só porque tem uma lenda que diz que quem casa lá, não separa! Povo, foi mal pela sinceridade, mas que coisa mais boba =/

Fora isso, o valor do aluguel para 2011 é uma "bagatela" de R$ 1.500,00, pasmem!! Tudo bem que a Igreja é bonita e já vem incluído o Padre, se é que isso é muito, mas não conseguimos encontrar nada que nos fizesse pagar o valor cobrado.

Ah e esqueci de dizer que eu e Inho vamos casar em 2012, o que aumenta esse valor.


Conclusão: Igreja bonita, mas cara demais. O Inho falou que não tem cara de Igreja e, por isso, ele não gosta. Motivo final e decisivo para eu deixar de lado hehe.

Seguimos para a São Pedro de Alcântara, também no Lago Sul.




Sinceramente, a igreja por fora está mal conservada. Por dentro, achei bonita. Meu namo não gostou. Disse que não tem a "cara de igreja" que ele tanto quer e que está precisando de uma reforminha básica. Num primeiro momento, eu também não gostei. Achei com cara de castelo rs. Meu namo falou pra gente nem ver o preço, mas insisti. Quando a moça super simpática que nos atendeu falou que o preço custa singelos R$ 168,00, quase pagamos o dobro só pra fechar logo a data e demos uma nova volta pela igreja. Até começamos a achar a igreja lindaaa rs.
Brincadeiras a parte, a igreja não é feia e considerando os altos custos de casar hoje em dia, esse preço realmente mexe com a gente. Não tenho vergonha nenhuma de falar isso, porque, o que conta para mim, é o amor, as pessoas amadas que estarão com a gente nesse dia e a benção católica. E isso será igual em qualquer igreja, só não por um motivo que prefiro falar mais adiante.
De lá, passamos pela Nossa Senhora de Fátima, que eu amo de paixão (ainda mais depois de ver um casamento que ficou maravilhoso lá), mas que abri mão por achar pequena demais para nossos convidados, o que não ficaria confortável, e fomos para a São camilo, que fica ao lado da minha antiga casinha, na Asa Sul.
São Camilo: tem "cara de igreja", é bonitinha e o preço é mais acessível: R$ 750,00. O problema é que, de lá, fomos para a Dom Bosco, que desde sempre foi nossa preferida, por um diferencial que nenhuma tem: os pais do Inho casaram lá. Não sei o motivo, mas sou muito ligada a tradições familiares. Meus pais são separados, então, neste momento, me apego às tradições da família do Inho. Acho muito legal termos fotos no mesmo local em que os pais dele se uniram. E ele, nem se fala. Ele sempre quis que fosse lá, pela família, pela super "cara de igreja" e pela beleza da Dom Bosco. Eu também babo a beleza daquele lugar. Muita gente me disse que não ficaria legal porque é muito grande, mas eu acho que o espaço dela é suficiente para caber perfeitamente nosso amor, nossas famílias, nossas histórias, nossa alegria, nossos amigos, a magia do nosso dia etc. Em outras palavras, posso dizer também que não ligo se não vamos ter igreja lotada. Não acho isso importante. Tem outras coisas que dou mais valor. Acho que a Dom Bosco resume tudo o que eu sempre quis: uma igreja linda, com tradição e católica. Só podia ser um pouco mais barata né? Prefiro não falar o preço, porque acho um absurdo as igrejas cobrarem tãão caro para fazer casamento. Fica aqui o meu protesto! Mas pelo menos, no nosso conceito, ela vai valer cada centavo, que ao todo dá menos que a Perpétuo Socorro rs. Só espero que sejam feitas muitas caridades com esse dinheiro.

TODA LINDA =)
Agora só falta fechar a data, porque a agenda para 2012 ainda não está aberta... Torçam pela gente!
Ah e nossa data, para vocês poderem torcer com mais fé, é 09 de junho de 2012, nosso dia de aniversário de namoro, só o dia, porque o mês é fevereiro, mas a gente prefere junho, porque aqui em Brasília não chove e faz um friozinho. Detesto ficar com calor em festa, maquiagem borrando, vontade de tomar banho... argh!
Vai tremer meu corpo inteiro ao atravessar a nave desta Igreja...

Por isso, vamos começar os trabalhos!

A idéia de fazer um blog começou com uma necessidade minha de escrever. Aí veio a primeira dúvida: escrever sobre o quê, exatamente? Bem, escrever sobre o que eu quiser, o que der na telha, o que servir para limpar minha alma, espairecer, comunicar, descobrir...
Nunca tinha tempo. Ou o tempo não me tinha? rs. O negócio é que vou concretizar algo com o que sempre sonhei: meu casamento. Pode ser piegas, mas que romantismo não é brega? Aliás, confesso que muita gente já riu de mim, quando eu falo sobre meu romantismo, que é meio assim... Hum, tímido. E pode parecer também uma certa falta de adequação com a realidade que me cerca, mas o fato é que eu só tive contato com o mundo dos blogs depois que resolvi casar. Como sou carioca, habitando a Brasólia de meu Deus, não sabia por onde começar, menos ainda no mercado de Bsb. Aí, pedi ajuda ao nosso amigo "google" e acabei entrando para esse mundão dos blogs. Nem preciso dizer que viciei. Começou a me dar uma certa noção dos fornecedores, lugares etc relacionados a casamento em Brasília. Daí veio a necessidade de atualizar minha amigona, fiel escudeira Jubilene Dance, que AINDA mora no meu tão querido RJ (pois se Papai do Céu permitir, ainda trago essa garota pra perto de mim). Nós somos muito amigas, daquelas que dividem tudo e ela está um tanto chateada por não poder participar das arrumações do casório, devido à distância que nos separa. No entando, nem tudo está perdido já que temos a internet e o advento do blog, de forma que posso colocar aqui tudinho pra ela poder acompanhar de perto minha saga e inclusive me ajudar com as escolhas.
Por último, resolvi escrever também como forma de aliviar as dores, me informar mais sobre o assunto e tentar fazer de um limãozão a famosa caipirinha. "Como a vida é uma caixinha de surpresas", no meio tempo em que eu e meu Inho resolvemos nos casar, surgiu um fato que fez toda a diferença em mim, na minha vida, em quem faz parte da minha vida, nos meus planos etc. Minha mãe descobriu que está com câncer de mama. É, eu sei que câncer de mama a essa altura dos avanços da medicina não mata mais como antigamente, mas quem consegue ser assim tão racional quando se trata da sua própria mãe? E como continuar a vida, os planos sem ter a certeza de que ela vai estar lá, toda orgulhosa e feliz nos momentos mais importantes da minha vida? Sem contar que tudo piora em função do meu gênero "Drama Queen", que tende a dramatizar a menor das situações, que dirá uma de peso como esta.
Enfim, como disse a Madrinha Lulu, a quem tenho apreço imeeenso: "Faça um brinde por mim, porque a festa não acaba! Não podemos deixar que ela acabe..."