domingo, 13 de março de 2011

O Dia da Noiva

Sou uma noiva brasiliense de alma carioca. Falo isso sem desprezos, mas é que me identifico mais com os costumes do RJ. Um exemplo disso é o dia da noiva. Meu dia da noiva dos sonhos seria em um hotel com minha mãe, minha irmã, minha sogra, minha prima e minhas amigas que serão minhas damas de honra. Um roupão branco para cada uma e toda a equipe do staff rs. Esses seriam o fotógrafo, maquiador e cabeleireiro. Eu queria muito uma foto com todas elas de roupão branco e bobs nos cabelos rs. Besteira, mas eu queria. Algumas fotos só com minha irmã e momys. Faria umas fotos antes do casamento e partiria para o grande momento. Só que em Brasília, como os costumes não são esses, não tem como os profissionais de cabelo e maquiagem sairem do salão. Então, você se arruma no salão mesmo, com outras noivas e pessoas. Bem, fazer o que, né?! Vamos a saga da procura pelos profissionais ideais, sob o meu ponto de vista. Desde que pisei na Brasólia, ouvi falar do tal Ricardo Maia. Nunca achei nada demais, mas minha birra aumentou depois que vi uma foto de uma noiva com a maquiagem super carregada. Sabe quando dá pra ver que tem quilos de base e pó na sua cara? Ai, não dá! Pode ter sido uma, mas impliquei. A Fê, prima da Inho, fez a dela com o Cloves Nunes. Amei a dela e achei que faria com ele, mas também vi uma noiva com o mesmo efeito e um olho carregadíssimo, muito preto. Tudo bem que pode ser o gosto da noiva, mas os quilos de base não tem pra onde correr. E a mãe da Fê achou a maquiagem dela mesma super forte também. Pediu para tirar e refazer, mas isso minha Tia também reclamou do Luiz Carlos, minha primeira opção. Amo as maquiagens dele. São exatamente o que uma noiva precisa. E nunca vi exageros. A reclamação da minha tia pode ter fundamento, mas achamos que os maquiadores pesam a mão nas pobres das mamães em função da idade.
Minha amiga Isa que também vai casar ano que vem fechou com um carioca que está famoso aqui em Brasília. É o Carlos Campos, super divulgado nos blogs. Ela super elogiou, então resolvi conferir. A proposta do The Day, by Carlos Campos é um dia da noiva exclusivo, como no RJ, mas como aqui não tem o costume do hotel,  casa etc, ele montou um espaço próprio para isso, dentro do salão, que até pequeno, porque o foco dele é a noiva. Aí a noiva vai, fica um dia inteiro isolada, fazendo altos relaxamentos, até ficar tão relaxada, que entra que nem um zumbi na Igreja ahahhahaha Brincadeirinha. Até pra isso, eles estão preparados. Depois de tanto relaxamento, eles fazem umas coisas lá pra levantar o astral. Cabelo e maquiagem OK, mas o que me incomodou, fora o preço digno de filme de terror, foi o isolamento que eles fazem da noiva. Não acho isso legal. Afinal, não quero mesmo passar o dia da noiva sozinha, sem nem poder falar no meu celular, porque me disseram que até o celular eles pega pra ninguém te incomodar. É uma proteção para ninguém estragar o dia da noiva, mas achei que rolou um certo exagero em tudo. Enfim, volto para a minha primeira opção: Luiz Carlos. É o famoso bom, bonito e barato! Tem o que precisa ter, mas será que posso levar o roupão branco? ahahahahahah

3 comentários:

Alegria em Detalhes disse...

Menina, tu é do RJ e sbe tudo isso, imagine se fosse natural daqui!
Meu Deus, tô de "face", Jú.
É muito detalhe numa pessoa só. hehehe

Alegria em Detalhes disse...

Corrigindo! Lu com um L bem grandão!!

Lu Reis disse...

Sem problemas a confusão, Paulinha rs
Afinal, são 3 anos de Brasília hehe E com essa procura a gente acaba analisando tudooo hehe