sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

Noiva à beira de um ataque de nervos

Faltam apenas 5 meses para big day. Parece muito, mas definitivamente não é. Se levarmos em consideração o tanto de coisas que faltam ser resolvidas, esse tempo se resume a um insignificante dia. Nem um chão pra eu cair morta tenho =/ E isso empata muita coisa. Por exemplo, a lista de presentes. Como eu vou pedir a geladeira dos sonhos da minha mãe (eu mesma nunca sonhei com geladeira), se eu não sei o tamanho da minha casa??? Tá bom, eu sei que dá pra eu escolher qualquer uma e ficar com o crédito, mas sem o drama não tem graça né?! Mas sério, como já falei aqui, eu moro praticamente together com o boy, só que queremos nosso teto, por vários motivos. Não aguentamos mais fica na casa dele, ou na minha. Eu tô pra ficar doida. Eu vivo com uma malinha, uma sacola e uma mochila pra cima e pra baixo, ármario dividido, essas coisas insuportáveis.
Pro casamento, são tantos detalhes que é melhor nem perder tempo enumerando. Fora que é bom não contar mesmo, pra eu não infartar. Falta pagar outro casamento!! E eu não aguento mais queimar minha mufa pensando em tudo lálálá.
Pior é que onde eu vou, aquela pergunta básica me persegue: "E o casamento?? Como estão os preparativos?". Tá tudo bem, mas eu só não tenho vontade de repetir pela enésima vez em que pé está!
Outra coisa que está me fazendo pirar é o piii do meu corpitcho.  Já emagreci uns 8 kilos. Ótimo!! Era pra ser, pelo menos, se eu tivesse 20 anos. O foda é que eu já sou quase uma trintona e depois de tanto brincar com minhas formas, eu já não emagreço como antigamente. E a vontade de malhar??? Nem sei se, no tempo que me resta, dá pra fazer algum milagre. O fato é que estou uma geleca, com gorduras localizadas espalhadas pelo meu corpo. E o grande problema é que eu queria decote nas costas, mas como, se não tenho as costas daqueles seres que habitam o BBB? Deusinho, por favor, que amanhã e todos os dias seguintes da minha vida eu acorde com a disposição da mulher maravilha.
Galera, uma dica que eu dou é: não se metam com esse negócio de dama adulta!! Eu descobri o motivo de damas de honra serem pequenas. Criança não tem vontade, é aquilo e pronto. Administrar gente grande dá um trabalho que me cansa. Tá, não deve ser todo mundo, só as minhas amigas loucas que nem eu ahahahaha. bricandeirinha, meninas, lov u pra xuxu!! Se é que elas vão ler esse texto. São preguiçosas pra caceta, falam que eu escrevo demais e elas se perdem. Bom que eu posso xingar à vontade, ô delíciaaa!! Esse capítulo, apesar de render uma novela mexicana inteira, está praticamente resolvido (dá um medo de dizer isso...), mas isso porque adotei o low profile. Elas decidiram tudo!

Como meu intuito maior com esse blog é reunir meus gostos para mostrar para os fornecedores facilmente, e tb para extravasar, passemos para os próximos passos!
Música da Igreja:  Rogério Midlej (sonho!!). Já andei sabendo, por alto, a média de preço e não me animei. Uma tristeza só. Como comigo é 8 ou 80, se não for ele, não quero voz, só instrumental. Portanto, quase certo de ser Ana Paula Lima.
Decoração da Igreja: Ainda não sei o fornecedor. Quanto à decoração em si, as flores são brancas, bem tradicional mesmo. Quanto ao tapete estou dividida entre o vermelho tradicional e um bege, que nem o da foto abaixo:


Decorações tradicionais que me agradam:
Amei a decor abaixo também, mas por favor abstraiam o tapete de espelho. Isso vocês não verão no meu casamento.

terça-feira, 3 de janeiro de 2012

Bolo fofo

Gentéin,
Eu amo doces e já deu pra perceber também que eu sou meio tradicional quanto a alguns itens. Esse negócio de bolo maquete não rola comigo. Só conheci essa história de maquete aqui em Brasília e confesso que tenho grande dificuldade de me adeptar a essas coisas mudernas rs.
Inclusive, conversando com a Gabi,  do Intensamente Noiva (minha parceira na revista DF Noivas), ela me definiu como uma noiva moderna. Choquei, moderna eu?? Sempre achei que era super tradicional ahahaha, mas ela acabou me convencendo que a tradição mudou rs ou então que sou uma noiva doida, com crises de identidade, existenciais, isso sim! rsrsrs
Eu não me ligo muito em  visual, a ponto de deixar de curtir uma coisa para manter sua beleza. Sempre sonhei com a foto do bolo, eu e meu maridão cortando o bolo felizes e contentes. Aliás, no meu sonho, meu bolo também não era gigablaster. Era um bolo branco, que nem tinha andares, dá pra crer?? Bem, na vida real não será tão simples assim, mas faço questão que seja de verdade. Quero sentir a faca escorregar pelo bolo, tirar o pedaço e ver meu bolo sim, desfalcado. Depois, zero me importa se a mesa não vai estar bonita, o que realmente me importa é não só o bolo de verdade, mas sim todo o meu sonho.



Adoro flores de verdade em cima do bolo. E dá um look na Gloriosa em cima desse segundo bolo, que luxooo!! Ah e devo dizer, pra quem gosta tb de flores em cima do bolo, que você não precisa abrir mão dos tradicionais noivinhos. Inventa outro lugar pra eles, ora bolas rs.

DF Noivas



Para inaugurar 2012 em grande estilo, acabou de sair uma edição da revista DF Noivas que tem uma participação minha. Eu e a Gabi, noivinha e blogueira que eu adoro, fizemos uma matéria sobre decoração de casamento. Essa edição foi toda dedicada às noivas blogueiras. Bem legal!
Passa lá pra conferir =)
http://www.revistadfnoivas.com.br/
Adorei a proposta dessa revista, principalmente por ser digital, porque dá um tempo pra mamãe natureza né?! 
Como eu não pude participar da capa, conversei com a Jaque (Diretora da revista) pra Gabi me representar e ela foi uma fofa. A Gabi, nem se preciso comentar. Além de fofa, arrasa na beleza! Vocês podem conferir lá na revista e ver que eu não estou mentindo.
Confesso que sou meio tímida pra essas coisas, mas de qualquer jeito não pude participar, porque tive que tirar meus dentes cisos. Já deveria ter tirado há um tempão, mas nunca dava certo e, como consegui essa data, achei melhor não desmarcar.
Então, vocês devem imaginar como fiquei: parecendo o Kiko do Chaves e com mta, mas mta dor mesmo. Nunca tive cárie, nunca operei nada, por isso vcs devem imaginar o quanto sou fraca pra dor. Pior é que eu não posso tomar anti-inflamatório, porque sou alérgica, com isso meu processo de recuperação foi bem mais lento. Foi não, está sendo.
Tá, confesso que tirar 4 dentes de uma vez só foi loucura da minha parte, mas tudo piorou, porque ao aplicar a anestesia, a dentista encostou no meu nervo. Resultado: parestesia, que eu tb não sabia que existia até acontecer comigo. Só depois disso, é que percebi que a dentista é meio doidinha, mas enfim, já foi!
O problema é que até agora eu perdi a sensibilidade do meu lábio inferior esquerdo até o queixo. Já melhorou bastante, mas é bem gradativo. No começo me assustou mto, até por causa do casamento tb. Minha boca tava meio torta, meio paralisada no lado que aconteceu. Fora a dor que eu sentia. Imagina ficar assim até o big day? Terror e pânico total!!
Eu queria mto colocar aparelho pra consertar o dente de baixo que acabou ficando tortinho num lugarzinho, mas agora já está em cima da hora. Ah, deixa pra lá, vou me esforçar pro disfarçar as imperfeições do sorrisão, é o jeito!